Bar
Reprodução
Bares são ambientes propagadores da Covid-19

Uma americana de 26 anos com sintomas de Covid-19 contaminou outras 36 pessoas na região turística de Garmisch, no estado da Baviera, na Alemanha . Ela é considerada uma “super disseminadora” do novo coronavírus (Sars-CoV-2) pelas autoridades locais, que ainda tentam calcular as consequências.

Segundo as autoridades de Garmisch, ponto turístico na região montanhosa do sul da Alemanha, a americana havia feito um teste PCR para identificar a doença e aguardava o resultado. A mulher ignorou a orientação de recolhimento e frequentou bares da região, que estavam lotados.

Ela deverá pagar uma multa no valor de 2 mil euros (R$ 12 mil na conversão atual) por infringir as leis de quarentena da Baviera. As autoridades de saúde de Garmisch afirmam que a mulher tinha sintomas, e que a atitude foi inconsequente. 

“A moça tinha sintomas e foi até uma unidade de atendimento para ser testada. Ela foi orientada a permanecer de quarentena, mas não cumpriu a recomendação”, afirma Stephan Scharf, porta-voz do município de Garmisch. A americana teria contraído a doença na Grécia, na última semana.

“É normal que as pessoas não esperem o resultado dos testes para sair da quarentena”, diz Scharf. “Orientamos que os indivíduos que se lembrem de ter contato com a garota nos bares de Garmisch se isolem e façam testes para Covid-19”. 

    Veja Também

      Mostrar mais