Nesta terça-feira (8) a empresa anunciou a suspensão do ensaio clínico de estágio avançado 
Divulgação/Fiocruz Minas
Nesta terça-feira (8) a empresa anunciou a suspensão do ensaio clínico de estágio avançado 

O laboratório britânico AstraZeneca pode recomeçar na próxima semana os testes de Fase 3 de sua possível vacina para Covid-19 desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford, afirmou nesta quarta-feira (9) o Financial Times. Nesta terça-feira (8) a empresa anunciou a suspensão do ensaio clínico de estágio avançado com milhares de voluntários após uma suspeita de reação adversa grave em um participante.

O estudo testa uma potencial vacina contra a Covid-19 em locais como Estados Unidos, Brasil e Reino Unido, onde o evento adverso foi reportado.

Até o momento, a AstraZeneca não respondeu um pedido de comentários da Reuters sobre o retorno dos testes.

O participante do teste da vacina tinha sintomas neurológicos sérios, mas pode ser dispensado hoje, disse o CEO da AstraZeneca.

Uma reportagem do New York Times citando uma pessoa familiarizada com a situação disse que um participante residente na Grã-Bretanha tinha mielite transversa, uma síndrome inflamatória que afeta a medula espinhal e costuma ser desencadeada por infecções virais.

Se isso estava diretamente ligado à vacina da AstraZeneca ainda não está claro, informou. A AstraZeneca não quis comentar.

"As pessoas adoecem por uma série de razões, e a equipe do projeto agora analisará em profundidade qual é a causa da doença dessa pessoa e se ela está ligada ao fato de ter recebido a vacina ou não", disse Doug Brown, Executivo-Chefe da a Sociedade Britânica de Imunologia.

De acordo com especialistas, paralisações como essa são comuns em testes clínicos, e não significa que o teste da vacina possa ter sido comprometido. Na terça-feira, a AstraZeneca confirmou a interrupção em uma nota enviada a diversos veículos de imprensa de língua inglesa.

"Como parte de um teste controlado, randomizado global da vacina de coronavírus de Oxford, nosso procedimento padrão de revisão desencadeou uma pausa na vacinação para permitir a revisão de dados de segurança. Esta é uma ação de rotina que precisa ocorrer sempre que há problema de saúde inexplicado em potencial em um dos testes, enquanto é investigado, garantindo a manutenção da integridade dos testes", informou no comunicado.

    Veja Também

      Mostrar mais