foto
Divulgação
Donald Trump


Pouco depois de aceitar a nomeação republicana para concorrer à reeileição oficialmente, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, dirigiu palavras duras aos manifestantes antirracismo na sexta-feira (28), em New Hampshire.


Dirigindo-se a uma multidão em um hangar do aeroporto, Trump chamou os manifestantes - que procuraram interromper seu discurso na Casa Branca na noite de quinta-feira - de " bandidos " e disse que o senador Rand Paul poderia ter morrido quando foi cercado por manifestantes depois.

Paul disse, na sexta-feira, que foi atacado por uma "multidão enfurecida" de mais de 100 pessoas perto da Casa Branca e teve que ser resgatado pela polícia. "Ele poderia ter ficado em estado grave ou ter sido morto  -e isso incluiria sua esposa -, se os policiais não estivessem lá ", disse Trump sobre o senador republicano.

O presidente enfatizou o tema da lei e da ordem para motivar sua base política e atrair mais eleitores para as pesquisas nacionais antes da eleição de 3 de novembro. "Eles não são manifestantes. Não são manifestantes. São anarquistas, são agitadores, são desordeiros, são bandidos ."

Trump foi criticado por não demonstrar empatia após tiroteios e assassinatos de homens negros pela polícia, incluindo George Floyd, que morreu sob custódia policial em Minneapolis em maio, gerando manifestações anti-racismo em todo o mundo.

Novos protestos eclodiram em Kenosha, Wisconsin esta semana, depois que policiais atiraram em Jacob Blake , outro homem afro-americano, na frente de seus filhos. Ele sobreviveu. Milhares de pessoas participaram de uma passeata em Washington na sexta-feira para denunciar o racismo.

Trump não comentou muito sobre Blake, mas falou sobre os manifestantes na sexta-feira, sem especificar de qual manifestação estava falando. "Eles estão apenas procurando encrenca. Isso não tem nada a ver com George Floyd, não tem nada a ver com nada. Eles nem mesmo sabem quem é George Floyd ", disse ele.

Biden e seu companheiro de chapa, o candidato à vice-presidência, o senador Kamala Harris, disseram que Trump estava tornando a América menos segura com sua retórica em como lidar com a pandemia do novo coronavírus .

"O presidente incita a violência , inspira atiradores da supremacia branca e sua resposta falhada de Covid está custando milhares de vidas por dia. Quando você olha para o mundo agora, pergunte-se: Você se sente seguro na América de Trump?", Biden tweetou.

"Ele (Trump) está obcecado, eu acho, em espalhar o medo e usar a divisão para proteger seu próprio ego e, mais fundamentalmente, erodir as fundações da democracia que ele jurou defender", disse Harris em uma arrecadação de fundos na sexta-feira.


    Veja Também

      Mostrar mais