sala de aula
FreePik
Instituições serão reabertas já no dia 1º de setembro para iniciar o calendário do ano letivo 2020/21


A ministra da Educação da Itália , Lucia Azzolina, confirmou neste sábado (22) a retomada das aulas  presenciais em todas as escolas do país a partir do próximo dia 14 de setembro.


Azzolina ainda informou que as instituições serão reabertas já no dia 1º de setembro para iniciar o calendário do ano letivo 2020/21.

A política italiana ainda explicou que, nos últimos meses, foi feito um "trabalho importante de recuperação que envolveu todos os ministérios, as regiões, as autoridades locais, as secretarias regionais das escolas , os colégios, incluindo seus gestores, os parceiros sociais, associações de estudantes e pais".

Com isso, no dia 26 de junho foram apresentadas novas diretrizes, que permitiram o início das operações de recuperação do ano letivo . Até setembro, serão destinados 2,9 bilhões de euros para viabilizar as obras de construção de escolas, aluguel de novos espaços, compra de móveis novos (2,4 milhões de bancos individuais serão distribuídos nas escolas), aumento de professores, treinamento de pessoal e compra de ferramentas tecnológicas.

Azzolina lembrou que, durante este período de pandemia , protocolos especiais de segurança foram assinados com os sindicatos e a Comissão Técnico-Científica de Emergência atualizou as regras para as escolas em relação à tendência da curva epidemiológica.

Além disso, recursos adicionais foram alocados para possibilitar a entrega gratuita de livros e aparelhos digitais a mais de 425 mil alunos menos favorecidos e garantir um empréstimo direto às instituições, o que permitirá dar uma ajuda imediata às famílias mais vulneráveis em decorrência da pandemia.

Ontem (21), um documento do Instituto Superior de Saúde (ISS), criado graças a uma ampla colaboração institucional com o Ministério da Educação, foi publicado com todas as regras para a gestão de casos e surtos de Covid-19 nas escolas.

Apesar disso, a partir de segunda-feira (24), ficará disponível um "help desk" ao qual as escolas poderão recorrer em caso de dúvidas e questionamentos. O auxílio funcionará de segunda a sábado, das 9h às 13h e das 14h às 18h (horário local).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários