mulher diante de bandeiras
Reprodução/TVNZ
Primeira-minista da Nova Zelândia

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, anunciou nesta segunda-feira (17) o adiamento das eleições legislativas no país de 19 de setembro para 17 de outubro em função de um recente crescimento nos casos do novo coronavírus (Sars-CoV-2) .

"Essa decisão dá tempo para todos os partidos fazerem campanha nas próximas nove semanas e para a Comissão Eleitoral garantir que a eleição possa prosseguir", declarou Ardern, do Partido Trabalhista, que lidera as pesquisas.

Até o início do ano, as sondagens mostravam uma disputa equilibrada com o Partido Nacional, de centro-direita, mas a primeira-ministra disparou na frente em função do sucesso do governo no combate à pandemia e hoje tem mais de 50% das intenções de voto.

Se esses números se confirmarem nas urnas, o Partido Trabalhista pode garantir maioria parlamentar para governar sem alianças, ao contrário do que acontece atualmente. A Nova Zelândia acumula 1.631 contágios e 22 mortes na pandemia.

Isso representa índices de 33 casos e 0,5 óbito para cada 100 mil habitantes - para efeito de comparação, o Brasil tem 1.589 infecções e 51 mortes para cada 100 mil habitantes, segundo o Ministério da Saúde.

    Veja Também

      Mostrar mais