Panera Karen discutindo com funcionários do restaurante
Reprodução
Panera Karen discutindo com funcionários do restaurante

Na última segunda-feira (20), um atendente do Panera Bread, franquia norte-americana de restaurante, se recusou a servir uma mulher que não usava máscara . Irritada, a cliente iniciou uma discussão verbal. Todavia, ela usou um argumento nada convencional para justificar a falta do EPI. 

Segundo a mulher, mesmo que estivesse usando máscara, o que é obrigatório na Califórnia, ela e outras pessoas poderiam pegar Covid-19 , pois se uma flatulência (pum) pode atravessar a calça jeans, o novo coronavírus (Sars-coV-2) pode atravessar o EPI.

A discussão, incluindo o argumento da cliente, foram filmados e viralizaram. Na internet, a mulher foi apelidade de "Panera Karen", em referência ao local da briga.

No vídeo, ela questiona o motivo de não ser atendida. "Basta colocar uma máscara, não seja tão idiota", diz um funcionário. “Você é egoísta. Saia daqui, você é tão egoísta!", diz outro.

"Você acha que essa máscara vai protegê-lo?", diz a mulher diz. “Você peida e pode sentir o cheiro da sua bunda. Mesmo assim, acha que essa máscara vai protegê-lo?", disse ela, comparando o coronavírus a flatulências e calças jenas. Assista.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários