Rússia
Pixabay/Michel van der Vegt
Lei está em vigor na Rússia desde 2013.

Um tribunal de justiça da Rússia condenou a ativista da causa LGBT Julia Tsvetkova, de 27 anos, a pagar uma multa de 75.000 rublos (o que equivale a cerca de R$ 5.600) por  “propaganda homossexual”. Ela disse que irá apelar da decisão.

Ela foi condenada por violar uma lei que proíbe “propaganda de relações sexuais não tradicionais com menores”. A determinação foi adotada em 2013 e a população considera que o governo a utiliza para perseguir a causa LGBT.

De acordo com a AFP, uma das publicações pela quais Julia foi condenada mostra duas bonecas russas de mãos dadas embaixo de um arco-íris. Outra ilustração mostra famílias homossexuais com seus filhos e contém a mensagem “família é onde o amor está”.

A ativista é processada desde 2019, quando foi acusada de “difusão de pornografia” por desenhos e esculturas que representavam vaginas. Ela ficou em prisão domiciliar até março deste ano.

    Veja Também

      Mostrar mais