restaurante
Reprodução/Twitter
A cidade iria entrar na terceira fase de reabertura na segunda-feira, 6 de julho, que prevê refeições dentro de restaurantes e bares, com capacidade limitada

Nova Iorque voltou atrás e proibiu refeições dentro dos restaurantes, que seriam permitidas na próxima segunda-feira, devido à explosão de novos casos da Covid-19 em outros estados do país. O anuncio foi feito pelo prefeito Bill de Blasio, nesta quarta-feira (1°).

Os casos em Nova Iorque, anteriormente o epicentro nacional da pandemia, diminuíram nas últimas semanas e por isso, a cidade iria entrar na terceira fase de reabertura na segunda-feira.

"Não é o momento de avançar para refeições dentro dos restaurantes", disse o prefeito De Blasio em coletiva de imprensa. "Acredito que todos compartilhamos da preocupação de que comer dentro de um restaurante se tornou problemático", acrescentou em relação ao aumento de casos da Covid-19 em outros estados do país que decretaram a reabertura muito cedo. Em Nova Iorque, "aguardaremos ter provas de que podemos fazê-lo de forma segura", disse.

A cidade registrou mais de 22 mil mortos pela doença. Todos os estabelecimentos de entretenimento da cidade estão fechados e os teatros da Broadway não planejam reabrir antes de janeiro de 2021. 

O principal especialista em doenças infecciosas do país, Anthony Fauci, alertou que o saldo de novos casos diários pode subir para 100 mil se as autoridades e o público não tomarem medidas para frear o contágio.

    Veja Também

      Mostrar mais