Covid-19
EPA
Embora existam várias equipes em todo o mundo procurando uma vacina contra a Covid-19, não há garantias de que ela será encontrada

Uma vacina eficaz contra a Covid-19 pode não levar os Estados Unidos a uma imunidade de rebanho se muitas pessoas se recusarem a tomá-la, segundo o imunologista-chefe Anthony Fauci. Nos últimos anos, o movimento “anti-vaxxer” ganhou força na América do Norte e muitas pessoas deixaram de se vacinar. Segundo uma pesquisa feita pela CNN, um terço dos americanos não pretendem tomar a proteção contra a Covid-19

Leia também:

O imunologista afirmou que ficaria tranquilo em vacinar a população com um medicamento que tenha entre 70% e 75% de eficácia, mas a proteção incompleta somada à quantidade de pessoas que não pretendem ser vacinadas pode fazer com que o surto dure mais.

“O melhor cenário é o desenvolvimento de uma vacina com 98% de eficácia, mas não acho que chegaremos lá. Aposto em algo na faixa de 70 a 75%”, afirmou Fauci, que é diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos EUA. 

Fauci afirmou à CNN que “há um grande sentimento anti-ciência, anti-autoridade e anti-vacina” espalhado pelos Estados Unidos, alavancado por um número alarmante de pessoas. “Temos muito trabalho pela frente, para educar essas pessoas sobre vacinas”, disse.

“Não será fácil. Quem pensa que será fácil, não está encarando a realidade”, diz Fauci. “Temos um programa extenso para derrubar o movimento antivacina. A população pode não gostar das autoridades falando sobre isso. Por isso, precisamos encontrar pessoas relacionadas à comunidade, como atletas e personalidades, para passar a mensagem.


    Veja Também

      Mostrar mais