província trapani, na itália
Reprodução/Wikmedia Commons
Primeiro caso foi detectado apenas em fevereiro na Itália


O Instituto Superior da Saúde informou hoje (19) que, dois meses antes da Itália confirmar seu primeiro caso de Covid-19, partículas do novo coronavírus já estavam presentes nas águas de cidades ao Norte da Itália. Entre elas, estão Milão e Turim. Atualmente, o número de mortes diárias está reduzido .


Posteriormente, em janeiro, esses resíduos chegaram na região da cidade de Bolonha. Ainda assim, o primeiro caso só apareceu no dia 20 de fevereiro, em Milão. A Itália foi uma das regiões mundiais em que o novo coronavírus foi mais mortal .

O instituto chegou a essa conclusão ao lado de empresas de água de cidades da Itália. O estudo fez análise de resíduos de água coletadas entre outubro de 2019 e fevereiro de 2020.

Dois laboratórios diferentes, que usaram dois métodos diferentes de análise, afirmaram que o RNA do novo coronavírus estava presente nas amostras do mês de dezembro de Milão e Turim.

"Esta pesquisa pode ajudar a entender o início da circulação do vírus na Itália e fornece informações coerentes a respeito das análises realizadas na França, em amostras de pacientes hospitalizados que deram positivo em dezembro de 2019", afirmou o estudo.

    Veja Também

      Mostrar mais