Trump
Spencer Platt/Getty Images
Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump


O governo Donald Trump nos Estados Unidos, por meio do Departamento de Saúde e Serviços Humanos, determinou a remoção da regra que inclui identidade de gênero na lista de discriminações sexuais no serviço de saúde norte-americano.

Leia também: Nova York registra 23 mortes por Covid-19 em 24h, menor número em quase 3 meses

Na prática, a medida permite que pessoas transexuais sejam discriminadas por médicos, hospitais e planos de saúde. Trump anunciou a alteração das regras no dia em que completam 4 anos do massacre da boate Pulse, uma boate gay de Orlando. Neste período se comemora o mês do orgulho LGBT, nos Estados Unidos.

O governo Obama incluiu a discriminação de identidade de gênero no Obamacare para garantir que pessoas transexuais não ficassem sem cobertura. O diretor do Escritório de Direitos Civis do Departamento de Saúde e Serviços Humanos, Roger Severino, declarou em entrevista que a mudança equivale "a uma faxina "e disse que o governo federal está "atualizando os livros para que eles refletissem a realidade legal". Severino disse ainda que não cabe ao governo impor significado às palavras e que as entidades da saúde devem ser livres para adotar as próprias políticas.


    Veja Também

      Mostrar mais