médico com pele escura tratamento covid
reprodução / Twitter
Hu Weifeng antes e depois do tratamento para Covid-19 que causou alterações na pele por afetar o fígado

O médico chinês Hu Weifeng, de 42 anos, que ficou com a pele escura durante tratamento contra o novo coronavírus , morreu nesta terça-feira (2) após cinco meses internado para tratar a Covid-19, informou o site "Peng Mei News".

Leia mais: PF abre inquérito para investigar vazamentos de dados de Bolsonaro

Hu, que era urologista, virou notícia mundo afora após fotos em que aparecia com a pele do rosto escurecida circularem nas redes sociais. Além dele, outro médico - Yi Fan - apresentou a mesma característica na pele durante o tratamento para o novo coronavíris.

A explicação dada à época era que a coloração era derivada de uma resposta do fígado a um desequilíbrio hormanal.

Um médico disse, sob condição de anonimato, ao "South China Morning Post", que Hu estava em coma desde 22 de abril em um hospital de Wuhan, o epicentro da pandemia, após sofrer uma hemorragia cerebral e passar por cirurgia.

Leia mais: Reabertura é "ida ao abatedouro" e pode gerar explosão de casos, diz cientista

Por sua vez, Yi, que é cardiologista, melhorou após passar 39 dias com respirador, e obteve alta. O Hospital Tongji, onde Hu estava internado desde janeiro, perdeu cinco médicos para a Covid-19.


    Veja Também

      Mostrar mais