Trapani
Reprodução
Prazo de 28 dias é o indicado para definir o término da pandemia, segundo a OMS

A Província de Trapani, na Sicília, é a primeira da  Itália a não registrar nenhum novo caso de Covid-19 nos últimos 28 dias, informa um levantamento estatístico do jornal "Il Sole 24 Ore" com base em informações da Defesa Civil.

Leia também: Dono da Havan, Roberto Jefferson e Allan dos Santos são alvos de operação da PF

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é possível decretar o fim da pandemia se nenhum caso do novo coronavírus (Sars-CoV-2) surgir em dois ciclos completos de incubação da doença. Ou seja, 28 dias.

Além de Trapani, a província de Crotone, na Calábria, está há 27 dias sem registrar nenhuma nova infecção. Enna, também na Sicília, está há 20 dias sem casos. Todas as três ficam na região sul da Itália, que foi a menos afetada pela pandemia do coronavírus.

Em números totais, Trapani contabilizou 139 infecções da doença, Crotone 118 e Enna 421.

No centro e no norte do país, no entanto, as contaminações continuam sendo registradas diariamente, mas em números bem menores dos que os registrados em março e abril. Desde o início da pandemia, a Defesa Civil divulga os dados apenas por regiões e por províncias, sem separar os números por cidades.

Leia também: "Pedra no caminho" atrapalha o combate ao Covid-19, diz ex-secretário da Saúde

Ao todo, a Itália contabiliza 230.555 contaminações pelo novo vírus e 32.955 mortes até esta terça-feira (26). Entre as províncias que mais registraram casos, está Milão, na Lombardia, com 22.764, Turim, no Piemonte, com 15.460, e Brescia, na Lombardia, com 14.489.

    Veja Também

      Mostrar mais