Angela Merkel
John Macdougall/ Agence France Presse/ Estadão Conteúdo 28.06.2016
As novas medidas foram anunciadas pelo governo de Angela Merkel

O governo da Alemanha e seus líderes estaduais concordaram em estender as regras de distanciamento social até 29 de junho, para conter a pandemia do Covid-19.

O acordo de terça-feira, confirmado por um porta-voz do governo, depois de ter sido revelado à Reuters por uma fonte, segue uma disputa sobre a rapidez com que as medidas de bloqueio ajudaram a Alemanha a enfrentar o surto com muito menos mortes que os europeus.

Segundo o acordo, reuniões públicas de até 10 pessoas também serão permitidas a partir de 6 de junho, disse o porta-voz do governo.

Brasil vai ultrapassar 125 mil mortes por Covid-19 em agosto, diz estudo dos EUA

A chanceler Angela Merkel sugeriu originalmente estender as regras de distanciamento, que exigem que as pessoas permaneçam separadas por 1,5 metro até 5 de julho. Merkel está preocupada com uma segunda onda de casos que poderiam exigir outro bloqueio.

A Alemanha já contabiliza 8.302 mortes pelo novo coronavírus até agora, muito menos do que na Itália, Espanha, França ou Grã-Bretanha.

Mais uma vacina contra o Covid-19 inicia fase de testes em humanos

Uma fonte do governo disse que o gabinete também pode decidir suspender o alerta contra viagens a 26 países da UE, a partir de 15 de junho.

Markus Soeder, primeiro-ministro da Baviera, o estado mais atingido, manifestou oposição ao movimento de reabertura do turismo.

"Temos na Itália, Espanha e França números de infecção completamente diferentes em comparação à Alemanha, então peço ao governo federal que pense com muito cuidado sobre isso", disse ele.

Em um aceno às objeções da Baviera, o gabinete pode adiar sua decisão em uma semana, mas ainda assim levanta o aviso geral de liberar as viagens a partir de meados de junho.

    Veja Também

      Mostrar mais