Após alguns meses em lockdown, a Espanha está ampliando o desconfinamento aos poucos. Em regiões do país os parques foram reabertos e reuniões de até 10 pessoas (com distanciamento e uso de máscaras) estão liberadas. Tal flexibilização tem sido muito discutida ao redor do mundo pela possibilidade de uma segunda onda de Covid-19

Leia também: EUA anunciam proibição da entrada de viajantes vindos do Brasil

Espanha está reabrindo gradualmente as atividades e especialista acredita que não há grande risco de segunda onda de Covid-19
undefined
Espanha está reabrindo gradualmente as atividades e especialista acredita que não há grande risco de segunda onda de Covid-19


Maria Neira, médica espanhola e diretora do departamento de Saúde Pública da OMS, afirmou em entrevista à rádio catalã RAC-1, que a possibilidade dessa segunda onda no país é "cada vez mais improvável". A explicação é que o país "está bem mais preparado em todos os sentidos" e "a grande baixa na taxa de transmissão", que fará com que o vírus tenha dificuldade de sobreviver". Situação poderá ser vista também em outros países. 

Você viu?

Leia também: Prefeito de Duque de Caxias reabre comércio e promete se responsabilizar por "futuros doentes"

Mesmo assim, a especialista afirma que "as próximas semanas serão uma fase muito crítica" para o país e que é preciso "ter muita prudência e bom senso". "Com a reabertura, veremos como o vírus vai se comportar e, dentro de duas ou três semanas, saberemos se é necessário fazer alguma correção", disse. 

A Europa foi a segunda região a ser atingida fortemente pela pandemia, depois da China. Os países mais atingidos, como Espanha, Itália, Portugal e Inglaterra já começaram uma reabertura gradual. Agora países do continente americano, principalmente Brasil e Estados Unidos, sofrem com o aumento de casos e mortes por Covid-19. 

De acordo com o monitor NCov2019, já são mais de 5,5 milhões de casos no mundo, sendo 347.033 fatais. O Brasil está em segundo lugar no número de casos confirmados (365.213) , atrás apenas dos Estados Unidos. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários