Recentemente Avi Shiffmann , um estudante de 17 anos, surpreendeu muitas pessoas ao rejeitar uma proposta de US$ 8 milhões (cerca de R$ 46 milhões) para vender o site ncov2019.live. A plataforma atualiza em tempo real o avanço do novo coronavírus (Sars-coV-2) no mundo e já contabiliza mais de 700 milhões de visitas. As informações são do Correio Braziliense .

Leia também: Enfermeiro choca ao mostrar efeitos do tratamento de Covid-19

Avi Shiffmann
Reprodução
Avi Shiffmann

Em abril deste ano, uma empresa o abordou para pagar por seu trabalho de programação e pelo controle editorial do site, incluindo a veiculação de espaços publicitários, que nunca foram uma opção para o rapaz. Após rejeitar, ele virou alvo de uma série de haters nas redes. Em resposta, ele alegou que "dinheiro não é tudo e que "estaria ajudando pessoas" desse jeito. 

Leia também: Mortes por Covid-19 no Brasil passam de 20 mil; casos confirmados são 310 mil

"Eu me vi em cerca de 10 páginas de memes hoje e preciso esclarecer essa história dos oito milhões para que vocês parem de me chamar de idiota", declarou o prodígio na última segunda-feira (18), nas redes sociais .

“Essa era apenas parte do contrato para ter a propriedade do site, eu seria obrigado a continuar trabalhando nele por quanto tempo eles desejassem, não teria controle sobre propagandas e pop-ups, que poderiam ser até mesmo para imitações de máscaras n95. Isso me impediria de ter a mídia e as conexões e oportunidades que já venho tendo. Há mais na vida que dinheiro e haverá mais oportunidades de ganhá-lo, por enquanto estou promovendo um serviço para milhões de pessoas”, finalizou.

Leia também: DF 16,4% de infectados por Covid-19 têm comorbidades

Apesar de ter recusado o dinheiro e o controle de seu site sobre o novo coronavírus , o jovem tem colhido alguns frutos de sua escolha. Recentemente ele teve seu nome publicado em diferentes veículos de imprensa e está sendo convidado para dar entrevistas para programas de TV com regularidade.

    Veja Também

      Mostrar mais