Holanda
Pixabay
Apesar da liberdade, governo da Holanda pede prudência para impedir contaminações pelo novo coronavírus

O governo holandês está orientando que solteiros encontrem “amigos sexuais” para passar a quarentena, após sofrer duras críticas por flexibilizar visitas. A medida curiosa partiu do Instituto Nacional de Saúde Pública da Holanda, causando agitação nas redes sociais pelo tom liberal.

LEIA MAIS: Internet repercute memes sobre saída de Teich

Por orientações de cientistas, o Instituto Nacional de Saúde Pública da Holanda convocou o que chamam de “lockdown inteligente” desde março, permitindo que as pessoas ainda possam receber visitantes que não estejam contaminadas pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), contanto que leis de distanciamento sejam mantidas.

“Faz sentido que uma pessoa solteira queira manter contato físico. Portanto, sugerimos que o contato íntimo seja mantido entre pessoas que sintam afinidade”, diz o pronunciamento do Instituto de Saúde.

O órgão do governo ainda oferece dicas sobre abordagens: “Encontre sempre com a mesma pessoa para ter relações sexuais. Faça bons arranjos para que não tenham outras pessoas envolvidas. Quanto mais visitantes você receber, maior a chance de contrair o novo coronavírus”.

O Instituto de Saúde orienta evitar contato com pessoas infectadas pelo novo coronavírus. “Não tenha relações sexuais com seu parceiro se ele estiver isolado, com suspeitas de estar doente. Se masturbe ou faça sexo à distância, com histórias eróticas ou masturbação coletiva.”

As medidas chamaram atenção, ainda mais na comparação com outros países europeus. No Reino Unido, o governo alertou que casais que não moram juntos não se encontrem. Enquanto isso, na América do Sul, o governo argentino orientou que solteiros acessem sites pornográficos e se masturbem para aliviar o desejo durante a quarentena. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários