Refugiados
Reprodução/Reuters
Segundo informações, refugiados Rohingya estavam em isolamento

Dois refugiados Rohingya testaram positivo para o novo coronavírus (Sars-CoV-2) no maior campo de refugiados do mundo, em Bangladesh. Segundo as autoridades locais, foram os primeiros casos da doença registrados no local. Os pacientes estão isolados dos outros refugiados.

LEIA MAIS: Portugal inicia plano cauteloso de reabertura

Outras 1,9 mil pessoas estão isoladas, e serão testadas nos próximos dias. Os refugiados Rohingya, um grupo étnico da região do sudeste asiático, já estavam em “lockdown” desde o dia 14 de março.

Na Grécia, um dos grandes centros para refugiados no mundo, cerca de 1,6 mil serão realocados por conta da pandemia. Dois migrantes do campo de refugiados de Lesbos testaram positivo para a doença nesta semana, mas já foram isolados do resto do grupo. 

    Veja Também

      Mostrar mais