Cliente agride segurança que o escoltava para fora da loja, por não estar usando máscara
Divulgação
Cliente agride segurança que o escoltava para fora da loja, por não estar usando máscara

Um segurança de uma loja de departamento de Los Angeles, na Califórnia (EUA), teve o braço esquerdo quebrado por um cliente que se recusou a usar máscara facial como proteção contra a disseminação do novo coronavírus, de acordo com a imprensa americana. Um vídeo da briga, que aconteceu no último dia primeiro, foi divulgado nesta segunda-feira pelo Departamento de Polícia de Los Angeles (LAPD, na sigla em inglês).

Leia mais: Amigo do ministro Ernesto Araújo recebeu em dólar e euro para trabalhar em Brasília

O tenente Jim Gavin disse à emissora de TV "KABC" que esta é a quarta confusão relatacionada com o uso de máscaras neste estabelecimento específico, a Target de Van Nuys, em San Fernando Valley, desde que a prática se tornou uma exigência na cidade, no dia 10 de abril.

No incidente do dia primeiro, dois clientes foram convidados a se retirar da loja porque estavam sem máscaras , e os seguranças os escoltavam em direção à saída. "Um suspeito, de repente, sem ser provocado, virou-se e deu um soco em um funcionário da loja, fazendo os dois caírem no chão", afirma um comunicado do LAPD: "Enquanto estava no chão, o funcionário da loja quebrou o braço esquerdo. Uma briga eclodiu entre os dois suspeitos e os funcionários da loja".

Leia mais: Ex-PM é morto após manter esposa em cárcere em Brasília

Phillip Hamilton, de 31 anos, e Paul Hamilton, de 29, foram presos no mesmo dia por agressão. De acordo com a "CNN", eles pagaram fiança de US$ 50 mil (R$ 295 mil) e foram libertados.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários