Desde início da pandemia%2C novo coronavírus já sofreu ao menos 30 mutações
Pixabay
Desde início da pandemia, novo coronavírus já sofreu ao menos 30 mutações


A cientista-chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Soumya Swaminathan, disse nesta quarta-feira (13) que serão necessários quatro ou cinco anos até que o novo coronavírus (Sars-CoV-2) esteja sob controle.

Segundo a diretora da entidade, o tempo pelo qual a Covid-19 continuará representando uma ameaça vai depender das mutações que o novo coronavírus possa sofrer. Além disso, fatores que também serão levados em conta são a eficácia de medidas de restrição do contágio implantadas pelos países e do desenvolvimento de uma vacina viável.

Em uma conferência digital promovida pelo jornal britânico Financial Times , Soumya disse que "não há bola de cristal" para essa previsão e que a pandemia pode até "potencialmente piorar".

Leia também: "Coronavírus pode ​​nunca desaparecer", diz funcionário da OMS

Quanto à aplicação de vacinas já comprovadas para doenças conhecidas, o diretor-executivo da OMS, Michael Ryan, disse em Genebra que é um erro apostar todas as fichas em uma descoberta científica no caso do novo coronavírus.

"Desculpem se pareço cínico, mas vejam quantas doenças poderíamos ter eliminado com vacinas perfeitamente eficazes, como a do sarampo, e não o fizemos. Podemos até descobrir, produzir e entregar, mas as pessoas precisam também tomar as vacinas", disse o diplomata.

    Veja Também

      Mostrar mais