méxico
Reprodução/Fox News
Na segunda-feira, houve mais de 35 mil casos de Covid-19 no México, com cerca de 3.465 mortes


O outrora notório líder de um temido cartel mexicano de drogas morreu em prisão estadual do México por coronavírus , segundo um relatório. Moisés Escamilla, 45, cumpria pena de 37 anos na prisão de segurança máxima de Puente Grande, no Estado de Jalisco, informou a BBC nesta segunda-feira (11).

Ele era considerado um detento altamente perigoso , por ter sido responsável pela decapitação de 12 pessoas no Estado mexicano de Yucatán. Ele liderou um grupo dentro do cartel de drogas de Los Zetas chamado "Old School Zetas".

No momento de sua prisão em 2008, o grupo era considerado a organização criminosa mais temida na região de Cancún. Escamilla morreu na prisão na sexta-feira. Sua morte não foi anunciada oficialmente até domingo.

O México registra mais de 35.000 casos de Covid-19, com cerca de 3.465 mortes, de acordo com os últimos dados da Universidade Johns Hopkins. Especialistas em saúde dizem que os números reais provavelmente são muito maiores .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários