Desde início da pandemia, novo coronavírus já sofreu ao menos 30 mutações
Pixabay
Desde início da pandemia, novo coronavírus já sofreu ao menos 30 mutações

Seul, capital da Coreia do Sul, fechou, nas últimas horas, mais de 2,1 mil bares e discotecas, depois de dezenas de novas infecções pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2) terem sido ligadas a frequentadores da noite. O país teve uma rápida resposta na fase inicial da pandemia, com várias nações adotando suas medidas como exemplo de eficácia na redução da propagação do vírus, mas, na fase de desconfinamento, o país asiático enfrenta dificuldades.

Leia também: Wuhan, onde coronavírus começou, volta a registrar caso da doença

O presidente da Câmara de Seul , Park Wong-logo, anunciou o recuo na medida de reabertura de bares e discotecas, instando as autoridades sanitárias a aplicar idêntica decisão em todo o país.

O fechamento de mais de 2,1 mil bares e discotecas em Seul aconteceu depois de quatro dezenas de casos de contaminação terem sido associadas a milhares de pessoas que foram a boates no último fim de semana. Park Wong-loo disse que as proibições de entrada nos estabelecimentos serão mantidas até o país concluir que os riscos de infecção foram reduzidos.

Leia também: Papa Francisco dedica mensagem de 'gratidão e afeto' às mães

A Coreia do Sul registrou 10.840 casos de contaminação com o novo coronavírus, incluindo 256 mortes. Em nível global, a pandemia da covid-19 já provocou mais de 274 mil mortes e infectou mais de 3,9 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários