Donald Trump, presidente dos Estados Unidos
Shealah Craighead/Official White House
Donald Trump, presidente dos Estados Unidos

O presidente Donald Trump decidiu acabar com o grupo de emergência criado para propor medidas de enfrentamento à pandemia nos Estados Unidos. Isso porque a Casa Branca não considera mais a Covid-19 prioridade no país.

O vice-presidente Mike Pence  afirmou que o grupo de emergência que ele mesmo chefia atuará só até o final deste mês. "Acho que começamos a considerar as datas para o Memorial Day (25 de maio) ou início de junho” para desmantelar a célula de crise, declarou.

A força-tarefa trabalha em coordenação entre instituições médicas, políticos e governadores de estado e especialistas médicos que formulam recomendações nacionais sobre distanciamento social .

Veja também: "Têm provas? Então mostrem": China desafia EUA após críticas de Pompeo

Trump afirmou que o fechamento da economia é o que mais ameaça o país, e não o novo coronavírus. “Não podemos manter nosso país fechado pelos próximos cinco anos”, afirmou o presidente em visita a uma fábrica de máscaras no Arizona.

A porta-voz da Casa Branca , Kayleigh McEnany, insistiu que Trump continuará se comunicando com equipes médicas, mesmo que não haja mais uma força-tarefa de gerenciamento de crises.

Leia mais: Covid-19: mutação é mais contagiosa e deixa corpo suscetível a nova infecção

“O relatório sobre a força-tarefa está sendo mal interpretado, sugerindo que a Casa Branca não envolve mais especialistas médicos. Isso é completamente falso. O presidente @realDonaldTrump continuará sua abordagem baseada em dados para uma reabertura segura”, escreveu em seu Twitter.



    Veja Também

      Mostrar mais