covid-19
Reprodução
"Devemos estar cientes de que ainda estamos no início da pandemia e continuaremos a lidar com o vírus por um longo tempo", disse Merkel



A chanceler Angela Merkel, da Alemanha, divulgou, nesta quarta-feira (06), planos para reiniciar a vida pública depois de se reunir com os chefes dos 16 estados do país, que assumiram a liderança dos próximos passos da reabertura.

"Podemos dizer hoje que deixamos a primeira fase da pandemia para trás", disse Merkel.

Na segunda fase de suspensão do bloqueio na Alemanha, escolas e creches, restaurantes e hotéis, lojas e asilos poderão retomar os negócios nos próximos dias, embora não necessariamente como de costume.

Citando o número de novas infecções que continuaram a diminuir desde que o país começou a reabrir há duas semanas, a chanceler disse que os estudantes poderiam retornar às salas de aula em turnos alternados, que as crianças poderiam ir às creches e que alguns visitantes seriam permitidos nas casas de repouso. Membros de duas famílias separadas poderão se reunir em público, desde que mantenham distância.


Com base nos planos a serem elaborados pelos governos de cada estado, todos os varejistas, cafés e restaurantes poderão reabrir, com hotéis a seguir até o final do mês. A liga de futebol profissional do país também poderá retomar os jogos, embora os estádios continuem vazios.

Mas, apesar do alívio das restrições, as pessoas são obrigadas a praticar o distanciamento social e, em muitos lugares, a usar máscaras. Se, a qualquer momento, a taxa de novas infecções em uma região atingir mais de 50 a cada 100 mil pessoas, o bloqueio rigoroso será reposto.

"Devemos estar cientes de que ainda estamos no início da pandemia e c ontinuaremos a lidar com o vírus por um longo tempo", disse Merkel.

    Veja Também

      Mostrar mais