corona arrow-options
Reprodução
Por causa da sua grave condição, a mulher passou por uma cesariana ainda em coma



Uma americana, em coma induzido por coronavírus, recebeu dois presentes de aniversário de valor inestimável . Ela despertou do coma e soube que havia dado à luz uma menina apenas dois dias antes.

"Vê-la foi a melhor coisa que poderia ter acontecido. Foi o melhor remédio que eu precisava, que meu corpo precisava", disse Adriana Torres, 41, sobre sair do coma e conhecer a filha Leah. 

Torres estava grávida de seis meses quando foi levada às pressas para o Hospital Winthrop, em Nova York, com graves sintomas de Covid-19  no dia 5 de abril. "Eu estava muito, muito, muito doente quando fui ao hospital", disse ela em espanhol.

Com o agravamento de sua condição, os médicos do hospital sedaram Torres e a colocam em coma induzido . "Estávamos tentando otimizar sua condição respiratória o máximo que pudéssemos, para prolongar sua gravidez, mas seu nível de oxigênio começou a se deteriorar", disse Patricia Rekawek, médica líder da equipe Winthrop que tratou Torres.

"Foi uma decisão muito difícil, mas determinamos que o melhor era trazer o bebê e reduzir a demanda de oxigênio da mãe para que a UTI pudesse otimizar melhor seus cuidados", disse Rekawek. "A cesariana era simples."

A bebê Leah nasceu prematuramente com 29 semanas no dia 8 de abril.

A respiração de Torres melhorou e os médicos começaram a reduzir sua sedação para tentar tirá-la do coma - o que ela fez em seu aniversário de 41 anos, em 10 de abril.

"Fiquei muito confusa", disse ela. "Eu não sabia onde estava. Eles me mostraram fotos da minha família, da minha filha. Foi muito triste, porque não é fácil ficar sozinha no hospital. "

O quarto dela estava cheio de cartões de aniversário, mas levaria mais uma semana para ela poder segurar Leah, que teve resultado negativo para o coronavírus, disseram autoridades do hospital.

A mãe foi liberada do hospital no sábado (18), mas permanece em quarentena em casa - e não conseguiu ver Leah novamente por medo. "É super difícil, mas o que posso fazer? Ela está em uma incubadora", disse ela. "Eu tenho que suportar tudo isso por ela e por minha família."


    Veja Também

      Mostrar mais