Trump arrow-options
Shealah Craighead/Official White House
Donald Trump, Presidente dos Estados Unidos

O presidente dos EUA, Donald Trump, alegou em seu último informe na Casa Branca que o novo coronavírus (Sars-Cov-2) deve ir embora antes do outono, que se inicia no hemisfério norte no final de setembro, e que doença pode nunca mais voltar. A declaração do presidente é oposta ao que diz o imunologista Anthony Fauci, médico que está à frente da luta contra o Covid-19 nos Estados Unidos.

Apesar de registrar mais de 40 mil mortes pela doença desde o início da pandemia, Trump continua demonstrando otimismo. O mandatário chegou a afirmar também que, se vírus persistir até o outono, será de forma muito mais leve, mas que deve ir embora e "nunca mais voltar".

Leia mais: Covid-19: China descobre dois medicamentos específicos para combater o vírus

Segundo Fauci, o Covid-19 estará ainda preocupando os EUA durante o outono. "Vai ser complicado. Então, se vai ser grande ou pequeno [ surto do novo coronavírus durante o outono], vai depender da nossa resposta", afirmou.

Hidroxicloroquina

Trump, que sempre fez lobby pelo tratamento com hidroxicloroquina, parece ter dado um tempo da defesa do remédio. No entanto, o assunto continua a render. O especialista em vacinas Rick Bright disse ao The New York Times que foi deposto como diretor de uma agência federal de biomedicina por contestar os esforços do governo de promover a hidroxicloroquina como uma cura milagrosa para o Covid-19.

“Creio que esta transferência foi uma reação à minha insistência de que o Governo invista os milhares de milhões de dólares alocados pelo Congresso para enfrentar a pandemia de covid-19 em soluções cientificamente comprovadas e não em medicamentos, vacinas ou outras tecnologias que não tenham mérito científico”, explicou o responsável.

Veja também: Europa vive "tragédia humana inimaginável" devido à Covid-19, diz OMS

Na terça-feira, os resultados do maior estudo até o momento sobre a hidroxicloroquina, financiado pelo governo americano, revelaram que o medicamento não oferece nenhum benefício contra a doença e foi associado a um grande número de mortes.

    Veja Também

      Mostrar mais