covid-19 arrow-options
Reprodução
"Monitoramos as redes sociais para prevenir a violência", contra profissionais de saúde, disse o porta-voz da polícia



"RATO CONTAGIOSO" foi uma das mensagens pintadas na lateral do carro da médica espanhola Silvana Bonino. A ginecologista, de Barcelona, ficou chocada ao encontrar as palavras de ódio no meio da pandemia de coronavírus. Silvana rapidamente apresentou uma queixa à polícia regional catalã.

Não demorou muito tempo para a polícia identificar o suspeito: um homem que estava sob investigação por outro suposto crime de ódio, disse um porta-voz da polícia.

"Monitoramos as redes sociais para prevenir a violência contra profissionais de saúde", disse a autoridade policial. “Só podemos registrar as ocorrências e agir sobre elas. Além disso, não há muito que possamos fazer."

Mas não há nenhum consolo para alguns médicos da Espanha, que receberam mensagens de ódio de vizinhos. Os agressores temem ser mais suscetíveis de serem infectados pela Covid-19, por causa do contato dos médicos com os pacientes.

Em outras partes da Espanha, o clima nada amistoso chegou à casa do médico Jesus Monllor Mendez. Ele encontrou um bilhete na porta da frente do apartamento, incentivando-o a se mudar. Isso foi na pequena cidade de Ciudad Real, na região de La Mancha, onde o famoso romance de Don Quijote foi ambientado.

“Sabemos do seu bom atendimento no hospital”, dizia a mensagem, “mas você também deve pensar nas crianças e idosos que moram no prédio. Existem outros lugares onde você pode ficar. Pedimos que você considere isso."

"Isso me deixou triste, mas eu entendi que a Covid-19 causou muitos danos ao nosso país. A senhora que fez isso agiu impulsivamente - não tenho ressentimento ", disse Mendez.

Mas ele considera esses incidentes "excepcionais e raros. Fora isso, a resposta da minha comunidade tem sido extremamente grata", disse. "O prefeito até me trouxe uma nota de agradecimento. Outro vizinho deixou um cartaz na minha porta dizendo: 'aqui vive um herói'", finalizou. 

Efeito contrário

Houve um apoio esmagador para os profissionais de saúde no Twitter e na mídia em resposta às mensagens de ódio. Em toda a Espanha, às 20h, diariamente, milhões de espanhóis aplaudem de suas varandas e janelas para agradecer aos profissionais de saúde do país por sua batalha na linha de frente contra o coronavírus.

    Veja Também

      Mostrar mais