O novo coronavírus permanece por até três semanas nos corpos de pacientes com doença grave
Reprodução
O novo coronavírus permanece por até três semanas nos corpos de pacientes com doença grave


O novo coronavírus permanece por até três semanas nos corpos de pacientes mais graves, informaram pesquisadores chineses nesta terça-feira (21).

O vírus pode ser encontrado nas profundezas dos pulmões e nas fezes dos pacientes, e quanto mais doentes eles ficam, mais tempo ele permanece, divulgou a equipe de um hospital na província chinesa de Zhejiang.

O relatório fornece outra evidência sobre o padrão da doença em pacientes do Covid-19. Ao contrário de muitos estudos recentemente lançados sobre o coronavírus, esse passou por uma revisão por pares, o que significa que outros especialistas revisaram as descobertas.

Você viu?

Confira:  Pelo menos 2,5 milhões de pessoas foram infectadas com Covid-19

A equipe trabalhou com  96 pacientes tratados em seu hospital para Covid-19 entre janeiro e março. Eles testaram amostras do nariz e da garganta, do sistema respiratório, de sangue, fezes e urina. A intenção era ver quanto tempo as pessoas tinham o vírus em seus sistemas e se era provável que se espalhasse de várias maneiras.

Em geral, quanto mais doentes estavam, mais tempo o vírus podia ser detectado. Isso pode ser importante para os médicos, para que possam prever quais pacientes se recuperarão mais rápido e, talvez, quanto tempo eles permanecerão infecciosos para os outros.

"A duração média do vírus nas amostras respiratórias foi de 18 dias ",  escreveram os pesquisadores.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários