covid-19 arrow-options
Chard Photo/KCAL/KCBS
Desde então, o Facebook removeu todas as publicações da rede social



Uma mãe se sentiu "chateada e violada" depois de ver uma foto de sua família ter sido usada em uma publicação no Facebook afirmando que eles haviam morrido por causa da Covid-19 .

Sara Ancich passou dias lidando com familiares e amigos preocupados com a postagem que viram o post na rede social, sugerindo que eles haviam contraído a doença ao frequentar uma igreja.

A adorável foto foi tirada para a família enviar como um cartão de férias, mas foi usada como parte de um vídeo para um anúncio comercial de máscaras faciais . Em entrevista ao site WVLT, Sarah questionou: "Quem teria a audácia de claramente não conhecer uma família e tipo de morte?".

"Foi perturbador. Nos sentimos violados . Não sei como poderia ter evitado isso ou se teria", afirmou.

A imagem havia sido usada como parte de um vídeo, que mostra um adolescente que seria um membro sobrevivente da família de Los Angeles. No entanto, Sara não tem idéia de quem é o garoto.

A empresa responsável pelo anúncio declarou que suas máscaras são os respiradores mais eficientes do mercado e que foram aprovados pela Food and Drug Administration (FDA).

Desesperada para descobrir de onde a imagem tinha vindo, Sara começou a fazer algumas pesquisas e a localizou no painel do Pinterest para fotos de família.

Sara tentou denunciar o anúncio no Facebook, mas ele ainda continuava sendo exibido em seu feed por algum tempo.

No entanto, o gigante da mídia social agora removeu o conteúdo.

    Veja Também

      Mostrar mais