vitimas covid-19
Reprodução
Carolina Tovarv, de 86 anos, e a filha, Letty Ramirez, de 54, morreram de Covid-19

Um drama familiar tirou as vidas de mãe e filha em decorrência do novo coronavírus  na Califórnia, nos Estados Unidos. Letty Ramirez, de 54 anos, e sua mãe, Carolina Tovar, de 86, eram inseparáveis, segundo a família, e sucumbiram à  Covid-19  com apenas horas de intervalo, no dia 3 de abril, em hospitais diferentes. As informações são do jornal "Los Angeles Times".

Leia mais: Covid-19: Prefeito australiano é multado após ser visto bebendo cerveja na rua

"Que ironia você não conseguir separar essas duas mulheres na vida e que o destino a fez não ter que ser separadas após a morte", disse Art Aguilar, neto de Tovar e sobrinho de Ramirez.

Ambas as mulheres - que normalmente passaram algum tempo juntas cozinhando assistindo filmes clássicos mexicanos - começaram a ter problemas respiratórios em meados de março. Logo depois, a família as levou separadamente para a sala de emergência do St. Jude Medical Center, em Fullerton.

Ramirez foi internada primeiro no hospital, onde foi colocada em um ventilador e transferida para o Centro de Saúde Providence St. John, informou o jornal. Mas ela lutou para combater a doença ao receber novos diagnósticos de diabetes e insuficiência renal, informou a agência.

“Eu apenas disse a ela: 'Mãe, por favor, continue lutando. Ainda precisamos de você aqui. Queremos que você volte para casa”, disse a filha de Letty Ramirez, Alexis, ao jornal.

Enquanto isso, a família de Tovar foi forçada a decidir se a colocaria em um ventilador - o que era contra os desejos da matriarca - ou não após ela tambem passar mal. Os parentes tomaram a dolorosa decisão de respeitar seu pedido e se reuniram no Facetime quando ela deu seu último suspiro.

"Ela estava pronta e nós também nos preparamos. Ainda estávamos conversando com ela, dizendo que a amamos, que vamos ficar bem e que ela não precisa mais lutar", disse Alexis sobre a avó.

Leia também: Papa desaconselha missas online após fim do isolamento

Em poucas horas, Alexis recebeu a notícia de que a saúde de Ramirez não estava melhorando e tomou a decisão de removê-la das máquinas, segundo o jornal. Ela morreu nove minutos depois de ser retirada do ventilador. A família se reuniu novamente no Facetime para dividir a segunda mesma perda. "Foi difícil não podermos ficar juntos para consolar um ao outro", disse Alexis.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários