zoo
Reprodução/Facebook
Segundo porta-voz do zoológico, eutanásia será utilizada apenas como "última opção"

Diversos estabelecimentos foram fortemente atingidos pela crise causada pela pandemia do Covid-19. Entre eles, locais como zoológicos, que dependem de visitantes para sobreviver, são os que enfrentam os maiores problemas. Na Alemanha, o zoo da cidade de Neumünster, na região norte do país, criou uma "lista da morte", com animais que poderão ser abatidos para alimentar os outros em caso de agravamento da situação.

Leia também: Ainda não há droga com eficácia comprovada contra Covid-19, aponta levantamento

"Se chegar a esse ponto, terei que submeter alguns animais à eutanasia, ao invés de abandoná-los para morrer de fome. Porém, este será um último recurso, uma questão de sobrevivência", afirmou Verena Kaspari, diretora do zoológico de Neumünster, ao jornal alemão Die Welt.

O espaço, que pertence a uma associação que não foi abrangida pelos fundos de apoio aos pequenos negócios criados pelo governo, teve que fechar as portas desde o início da pandemia e acabou ficando sem reservas para poder realizar a manutenção de todos os habitats dos animais .

Leia também: Covid-19: nova mutação do vírus pode ser "duro golpe" na busca por vacinas

Segundo informações do Jornal de Notícias, a associação que representa o setor na Alemanha diz que o drama vivenciado em  Neumünster já se tornou comum em outros zoológicos do país e pediu ajuda à população para evitar que os animais tenham um fim trágico, além de uma ajuda do governo que evite a falência destes locais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários