Avenida vazia durante quarentena na Índia
Reprodução/Al Jazeera
Avenida vazia durante quarentena na Índia


Um policial indiano teve a mão cortada por uma espada durante o último domingo, quando aplicava medidas de bloqueio para prevenção da disseminação da covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus . O caso ocorreu em uma barricada no norte do estado de Punjab.

Subinspetor assistente do Departamento de Polícia de Punjab, Harjit Singh participou da abordagem a um veículo que transportava sete Nihangs, como são conhecidos guerreiros do sikhismo , religião originária da própria Índia.  

A polícia pediu a documentação dos homes e um deles reagiu cortando a mão esquerda de Singh. Após oito horas de cirurgia, o subinspetor teve a mão recolocada no pulso. Outros seis policiais também ficaram feridos depois do ataque.

Leia também: Covid-19: com 108 novos casos, China tem maior aumento das últimas seis semanas

"A polícia nem sequer moveu os braços e você os atacou e cortou a mão de uma pessoa inocente? Isso não pode ser tolerado e medidas rigorosas serão tomadas ... Mais uma vez, estou dizendo a todos de Punjab, estou avisando às pessoas que ações drásticas serão tomadas contra aqueles que não seguem o toque de recolher”, alertou Amarinder Singh, ministro-chefe do Estado.

Sete suspeitos foram presos depois de uma operação de uma hora, em um templo sikh , mas a investigação ainda está em aberto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários