Guayaquil é cidade do Equador mais atingida pela Covid-19
Reprodução/Google Maps
Guayaquil é cidade do Equador mais atingida pela Covid-19

O governo do Equador anunciou neste domingo (12) que retirou 771 corpos de pessoas que haviam morrido em suas casas nas últimas semanas em Guaiaquil. A cidade equatoriana é o epicentro de casos e mortes pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2) no país. O sistema de saúde e de funerárias no município colapsaram. Além dos quase 800 mortos retirados de suas casas, 631 corpos foram buscados de hospitais.

Leia também: Coronavírus no Brasil: acompanhe a situação no País em tempo real

Policiais e militares do Equador começaram a retirar os corpos nas residências nas últimas três semanas, após falhas no "sistema mortuário" de Guaiaquil. Moradores da cidade chegaram a compartilhar imagens em suas redes sociais de corpos abandonados no meio da rua , pedindo auxílio para enterrar mortos. 

O governo do Equador também se responsabilizou por enterrar os mortos, já que muitos cidadãos não têm condições financeiras para isso. Quase 600 corpos foram sepultados, segundo as autoridades. O governo também está enfrentando denúncias de pessoas que exigem os corpos dos parentes.

Você viu?

Apesar do grande número de mortos, os dados oficiais do país informam que há 7.529 casos diagnosticados do novo coronavírus e 355 mortes pela doença – 4.000 casos somente na cidade de Guaiaquil. Isso porque muitas pessoas não estão sendo testadas, tanto em vida como depois da morte do paciente. 

Leia também: De gripezinha a "não é tudo isso": vezes em que Bolsonaro minimizou coronavírus

Líder de uma das equipes de policiais e militares criadas pelo governo do Equador para lidar com a pandemia, Jorge Wated afirmou há duas semanas que "os médicos infelizmente estimam que as mortes nesses meses cheguem entre 2.500 a 3.500 por covid-19, apenas na província de Guayas [onde a capital é Guaiaquil]".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários