turcos arrow-options
AAMIR QURESHI/AGENCE FRANCE PRESSE/ESTADÃO CONTEÚDO
País registra velocidade de infecção acima das outras nações


O número de infecções por coronavírus na Turquia está aumentando: são mais de 3 mil novos casos por dia, chegando a 30.217 desde que o primeiro foi confirmado há quatro semanas.

As mortes relatadas permanecem muito mais baixas do que outros países gravemente atingidos, com 649, mas os números de infecção sugerem que a Turquia tem o número mais rápido de casos confirmados no mundo.

O presidente, Recep Tayip Erdoğan, resistiu aos apelos dos sindicatos médicos e políticos da oposição para ordenar que as pessoas parem de ir trabalhar, insistindo que as "rodas da economia devem continue girando".

O país ainda está se recuperando de uma grave crise econômica que aconteceu em 2018, levando economistas e especialistas a temerem que uma recessão induzida pelo coronavírus seja inevitável.

O governo aumentou, gradualmente, as medidas para combater o vírus, incluindo a suspensão de vôos internacionais, passagens de fronteira e viagens entre cidades, a proibição de reuniões públicas e orações comunitárias e o fechamento de escolas e da maioria das lojas.

Pessoas com menos de 20 anos e mais de 65 anos estão sujeitas a toque de recolher , e os movimentos de tropas na vizinha Síria foram limitados a combater a pandemia. Na segunda-feira (06), Erdoğan disse que a venda de máscaras foi proibida, e que elas seriam distribuídas às famílias gratuitamente. A sua utilização é agora obrigatória nos transportes públicos e em espaços públicos.

O presidente também prometeu que dois hospitais de campanha em Istambul, com capacidade para mil leitos cada, estarão operacionais em 45 dias, um no local do antigo aeroporto de Atatürk e outro em Sancaktepe, no lado asiático da cidade. Istambul, o coração cultural e econômico da Turquia, lar de cerca de 17 milhões de pessoas, possui 60% dos casos da Covid-19 do país.


    Veja Também

      Mostrar mais