França faz fiscalização pesada nas ruas para evitar a circulação de pessoas
Divulgação/Polícia Nacional da França
França faz fiscalização pesada nas ruas para evitar a circulação de pessoas


A Organização Mundial da Saúde (OMS) fez um alerta sobre o risco de afrouxar cedo demais as medidas adotadas para combater a covid-19, doença causa pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2). O aviso foi dado no momento em que países começaram a pensar em alternativas de abrandar o isolamento social, seja para retomar a economia ou por conseguirem reduzir o número de casos.

"Uma das partes mais importantes é não abandonar as medidas cedo demais para ter uma recaída. É como estar doente, e se você deixar a cama cedo demais e sair cedo demais, você corre o risco de uma recaída e de ter complicações", disse o porta-voz da OMS, Christian Lindmeier, em um comunicado virtual, nesta terça-feira (7).

Leia também: Trump sabia da gravidade do novo coronavírus desde janeiro, revelam documentos

Um dos lugares em que há mobilização para um abrandamento gradual das medidas é na Áustria , onde o governo estabeleceu um cronograma para deixar lojas reabrirem em fases, dentro de uma semana.

Enquanto isso, a Dinamarca disse que vai avançar para uma reabertura "cuidadosa" de partes do país na próxima semana. Na Inglaterra, o epidemologista Neil Ferguson, conselheiro do primeir-ministro Boris Johson, afirmo que as medidas podem ser afrouxadas se forem feitos testes em massa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários