hospital arrow-options
Reprodução/Facebook
Com hospitais lotados, número de mortos nos EUA já é maior do que na China


Nova York sofreu o maior aumento em um dia no número de mortes por coronavírus, informou o governador Andrew Cuomo nesta terça-feira (07), apesar de os moradoress estarem sob ordens de ficar em casa.

O governador observou que a média de três dias de internações caiu, indicando que o estado está "atingindo um platô no número total de hospitalizações".

Mas o número de mortos continua a aumentar acentuadamente. O estado registrou 5.489 mortes, contra 4.758 no dia anterior. Essas 731 mortes na segunda-feira (06) representam o maior aumento em um único dia desde o início da crise.

Pelo menos 3.544 pessoas morreram na cidade por Covid-19 até a tarde de terça-feira (07), um número que eclipsou os mortos no ataque terrorista de 11 de setembro , que vitimou 2.753 pessoas.

Nova York tem o maior número de casos de qualquer estado dos EUA, com 138.863 casos de coronavírus já confirmados. A cidade viu o maior número de casos e mortes no estado, com 74.601 infectados .

Cuomo acrescentou que a determinação de quando e como reiniciar a economia dependeria de testes , particularmente aqueles para confirmar se as pessoas têm anticorpos contra o coronavírus e, provavelmente, são imunes à doença.

Ele disse que entendeu a frustração dos moradores que estão perguntando quando o distanciamento social pode chegar ao fim. Mas enfatizou que os eles precisariam continuar sendo pacientes para proteger seus entes queridos e vizinhos contra o vírus.

"Esses regulamentos de distanciamento social não são apenas 'por favor'. São regulamentos ", disse Cuomo, que dobrou a multa por violar a ordem de "ficar em casa" ontem.




    Veja Também

      Mostrar mais