iranianos
Divulgação/OMS EMRO
Irã tenta frear coronavírus após milhares de mortes


Um grupo de 24 diplomatas e oficiais de defesa, incluindo quatro ex-secretários-gerais da Otan, apelou ao presidente Donald Trump a salvar "potencialmente centenas de milhares de vidas" em todo o Oriente Médio, facilitando as sanções médicas e humanitárias ao Irã.

A convocação tem o apoio da ex-chefe de relações exteriores da União Europeira (UE), Federica Mogherini, da ex-diretora geral da Organização Mundial da Saúde Gro Harlem Brundtland e de diplomatas americanos seniores nas administrações Bush, Clinton e Obama.

Trump reposicionou sanções incapacitantes contra Teerã em maio de 2018, depois de se retirar de um acordo internacional que restringia o programa nuclear do Irã.

O grupo bipartidário não está pressionando por um afrouxamento generalizado das sanções, mas por um esforço direcionado para facilitar as regras americanas que impedem o comércio de Teerã de produtos médicos e humanitários. O grupo diz que a medida "poderia salvar potencialmente as vidas de centenas de milhares de iranianos comuns e, ajudando a conter a rápida disseminação do vírus através das fronteiras, a vida de seus vizinhos, europeus, americanos e outros".

Os iranianos estão enfrentando "um dos momentos mais sombrios de seu país na memória viva", diz o grupo. "Chegar além das fronteiras para salvar vidas é fundamental para nossa própria segurança e deve superar as diferenças políticas entre os governos", acrescenta o grupo.

O Departamento de Estado dos EUA alega que o comércio de medicamentos não é bloqueado pelas sanções do país, mas o grupo de ex-líderes afirma ter identificado uma série de barreiras que tornam quase impossível o comércio de medicamentos.

Orientações

As etapas recomendadas incluem a expansão do escopo das isenções humanitárias sob as sanções dos EUA especificamente para incluir dispositivos e equipamentos necessários para combater efetivamente a Covid-19. A ideia é  fornecer recursos extras ao tesouro dos EUA para processar solicitações de isenção de sanções e enviar mensagens de tranquilidade para bancos europeus, empresas de transporte e seguradoras.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários