Na última segunda-feira (30), uma menina de 12 anos tornou-se a vítima mais jovem da Covid-19 na Europa. Nascida na Bélgica, a garota sofreu com febres por três dias seguidos antes de sucumbir à doença.

Leia também: Bolsonaro diz que coronavírus não passará em lotéricas porque vidro é blindado

Entrada de um hospital arrow-options
Hermes de Paula / Agência O Globo
Entrada de um hospital

Leia também: Coronavírus: Moscou começa isolamento por tempo indeterminado

De acordo com o professor Steven Van Gucht, presidente do comitê científico da Bélgica , o que aconteceu com a menina é uma "exceção". Recentemente, o país atingiu a marca de 705 mortes por  Covid-19 , com um total de 12.775 casos confirmados.

Leia também: 10% dos casos de coronavírus no Brasil estão na Zona Oeste de São Paulo

"Ontem, uma menina de 12 anos morreu. Ela havia testado positivo para o Covid-19 . Após três dias de febre, sua saúde piorou repentinamente'', disse Van Gucht em entrevista coletiva nesta terça-feira (31). "Isso é algo que afeta a todos nós profundamente, como pais e pessoas, e queremos dar nossas sinceras condolências aos pais, à família e aos amigos", completou ele.

    Veja Também

      Mostrar mais