dinamarca arrow-options
Flavia Milhorance l BBC Brasil
Dinamarca terá diminuição de isolamento

A Dinamarca anunciou que retomará suas atividades gradualmente depois de ter sucesso na contenção da Covid-19 no país. A primeira-ministra Mette Frederiksen informou que existem sinais do sucesso de contenção e que os próximos dias serão diferentes.

Leia também: Com 12 mil mortes, Itália atinge pico do novo coronavírus

"Se nós continuarmos a manter distância uns dos outros pelas próximas duas semanas, o governo começará um processo de abertura gradual, suave e controlada da sociedade", explicou Frederiksen.

As medidas de contenção na Dinamarca funcionam desde o dia 11 de março. Aulas estavam suspensas, assim como viagens para outros países. Bares, restaurantes e lojas foram fechados e, até o momento, 2.577 pessoas estão infectadas pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) e outras 77 morreram. A taxa de mortalidade da Dinamarca é a mais baixa da Europa por 100 mil habitantes: 1,3. 

Eslováquia também afrouxa medidas

Antes da Dinamarca anunciar o relaxamento do isolamento social , a Eslováquia já havia informado que também diminuiria as medidas de quarentena. O país estava em confinamento total desde 12 de março e registra apenas 336 doentes, dos quais sete já se recuperaram. Não há mortes registradas.

Leia também: EUA tem mais mortes por Covid-19 do que em 11 de setembro

Desde esta segunda (30), óticas, oficinas mecânicas, escritórios de advocacia, chaveiros, lojas de tecido e roupas, bicicletarias, lojas de tintas e material de construção voltaram a funcionar. Mesmo assim, só é permitida a entrada de uma pessoa por 25 m² e é necessário o uso de máscara e o distanciamento de dois metros de cada indivíduo para evitar a propagação da Covid-19 .

    Veja Também

      Mostrar mais