italia
Reprodução/Skylinewebcams
Câmeras de rua mostram Roma quase sem ninguém após início de quarentena na Itália

O Ministro da Saúde da Itália, Roberto Speranza, afirmou nesta segunda-feira (30) que todas as medidas restritivas para evitar a propagação do novo coronavírus (Sars-CoV-2) no país "serão estendidas pelo menos até a Páscoa", em 12 de abril.

Leia mais: Covid-19: Argentina prorroga quarentena por duas semanas

"Na reunião do comitê técnico-científico realizada nesta manhã surgiu a avaliação de estender todas as medidas de contenção pelo menos até a Páscoa . O governo seguirá nessa direção", escreveu em sua conta no Facebook.

A data inicial para o término das restrições impostas era 3 de abril. No entanto, com o aumento no número de mortes e casos da Covid-19 , o governo italiano precisou aumentar o prazo contra a pandemia.

A Itália inteira está em isolamento desde 10 de março, quando um decreto do primeiro-ministro Giuseppe Conte proibiu que as pessoas saiam de casa, a não ser por motivos de trabalho, saúde ou para comprar comida.

A medida, que prevê fechamento de comércios não essenciais, indústrias, escolas e universidades, foi tomada para conter a movimentação da população e a propagação do vírus .

Leia também: Covid-19: pacientes recuperados ainda podem transmitir doença por até 8 dias; saiba mais

De acordo com o último balanço da Defesa Civil, a Itália registrou 11.591 mortos e mais de 101 mil contágios .

    Veja Também

      Mostrar mais