Viktor Orbán
Twitter/Reprodução
Viktor Orban poderá governar por decreto.

Em meio à pandemia do novo coronavírus (Vars-Cov-2), o parlamento da Hungria aprovou, nesta segunda-feira (30), uma medida que permite que o primeiro-ministro Viktor Orbán governe por decretos. Medida dividiu opiniões, mas foi aprovada com 137 votos a favor e 53 contrários.

Leia também: Homem "surta" durante quarentena, sai de casa nu e mata idosa

A medida, que não tem prazo de validade, foi duramente criticada pela oposição húngara. Além de dar poderes ao primeiro-ministro, a norma prevê que pessoas que divulgarem notícias falsas sobre o vírus ou ações do governo sejam presas por até cinco anos.

Segundo a John Hopkins University, a Hungria registrou, até o momento, 447 casos de Covid-19 e 15 vítimas fatais. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários