Nova York se tornou um dos epicentros do novo cornavírus
Reprodução
Nova York se tornou um dos epicentros do novo cornavírus


O Estado de Nova York contabilizou 100 novas mortes por Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus, entre a manhã de quarta-feira (25) e a manhã desta quinta-feira (27). A informação foi divulgada pelo governador Andrew Cuomo em coletiva de imprensa.

O número de óbitos subiu de 285 para 385, enquanto os casos confirmados já somam 37.258. Do total de mortes, 281 foram na capital Nova York. “Essas notícias são realmente ruins. Essas são as piores notícias que nós podemos ter”, lamentou Cuomo durante a entrevista.

Leia também: Vitória na Itália! Idoso de 101 anos é curado do novo coronavírus em Rimini

Especialistas já vinham projetando que o Estado se tornaria, em breve, um dos epicentros da doença. A expectativa é que a situação piore e chegue a um dos seus piores níveis dentro de duas semanas. 

"Quanto mais tempo você estiver em um ventilador respirtório , maior a probabilidade de um resultado ruim. Temos pessoas assim há muito tempo e elas não melhoraram, e estão morrendo", alertou o governador.

Segundo Cuomo , existem esforços para instalar mil leitos  nos hospitais dos cincos distritos do Estado, além dos condados de Nassau, Suffolk, Westchester e Rockland.A projeção é que sejam necessário 140 mil leitos para enfrentar o pico da doença, mais que o dobro dos 53 mil leitos permanentes de Nova York.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários