Bogotá
Reprodução
Imagens mostram rebelião em presídio de Bogotá, capital colombiana

Um motim em uma prisão de Bogotá supostamente contra as condições sanitárias em meio à pandemia de coronavírus deixou 23 prisioneiros mortos e outros 83 feridos na noite de sábado, disse a ministra da Justiça neste domingo.

Leia também: Bolsonaro: é cedo para falar em adiamento das eleições por causa do coronavírus

Segundo Margarita Cabello Blanco, sete guardas também ficaram feridos na penitenciária de La Modelo. Dois deles estão em estado grave. Segundo a ministra, os dententos atearam fogo no interior da cadeia e tentaram fugir. Houve rebeliões em outros presídios do país, contou o jornal "El Tiempo".

"Não houve fugas. Aqui houve um plano criminoso de fuga que foi frustrado. Não há um problema sanitário para gerar um motim", afirmou a ministra.

Leia também: Covid-19 mata 15 mil no mundo e confinamento atinge mais de um bilhão de pessoas

A Colômbia já registrou dezenas de casos de Covd-19, a doença provocada pelo coronavírus, no país, com duas mortes. Nenhum dos casos, disse a ministra, no sistema penitenciário, que tem 2.919 detentos acima de 65 anos - o grupo mais vulnerável.

    Veja Também

      Mostrar mais