roma
Reprodução/Skylinewebcams
Câmeras de rua mostram Roma quase sem ninguém após início de quarentena na Itália

A província de Bérgamo, localizada na Lombardia, ao norte da Itália, está entre as áreas mais afetadas no país pelo Covid-19 , o novo coronavírus . O dono de uma funerária em Madone disse nesta quarta-feira (18) que os funcionários e ele não dormem há três dias devido às grandes demandas de trabalho geradas pela pandemia. Nicolas Facheris, de 28 anos, administra a funerária na cidade que tem cerca de 4 mil habitantes.

Leia mais: Papa pede que Deus interrompa pandemia do coronavírus

"Não durmo há três dias, na segunda-feira à noite tive um colapso nervoso, enterramos 40 pessoas, apenas nós. Estamos inundados de trabalho, é algo que não podemos explicar, não podemos parar", disse.

Devido ao grande fluxo de famílias em hospitais e necrotérios, algumas pessoas não conseguem se despedir do ente querido. Funerais também foram proibidos. 

"É pesado, cansativo, não vemos o fim e vivemos com o terror de que o telefone continue tocando. Há muitos serviços que desistimos por falta de tempo. O pior é continuar dizendo aos parentes que eles não podem ver seu ente querido novamente por causa do fechamento imediato do caixão. Todos os funerais são tristes, mas os das pessoas que conhecemos são mais tristes", contou.

Leia também: Italiano de 97 anos é curado do novo coronavírus

Até o moento, a Lombardia é a área mais atingida da Itália , com 17.713 casos confirmados e 1.959 mortes até esta quarta-feira (18). 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários