Macron anunciou fechamento de escolas, creches e universidades para conter coronavírus
Divulgação
Macron anunciou fechamento de escolas, creches e universidades para conter coronavírus


O presidente da França , Emmanuel Macron , anunciou, em pronunciamento pela TV, a suspensão das atividades em escolas, universidades e creches do país, a partir de segunda-feira (16). Todas as instituições de ensino ficarão fechadas até o dia 6 de abril, como medida para tentar conter o coronavírus .

Além disso, Macron estabeleceu que empresas privadas prejudicadas pela pandemia recebam descontos fiscais como compensação. As eleições municipais previstas para domingo (15) , no entanto, foram mantidas.

Até o momento, foram registradas 61 mortes no país, conforme a ultima atualização do governo. O número total de casos confirmados é de 2.281. "É uma das crises de saúde mais sérias que a França já enfrentou”, afirmou o líder francês durante o pronunciamento.

Leia também: Casa Branca diz que Trump não precisa testar para saber se está com coronavírus

Cuidados

Macron rechaçou a possibilidade de fechar fronteiras, como já foi feito em outros países europeus. Para ele o coronavírus “não tem passaporte”. O presidente ainda pediu que os jovens tomem cuidado, pois estão sujeitos a transmitir o vírus, apesar de serem mais resistentes a ele.

O  transporte público continuará funcionando, mas Macron pediu que os cidadãos franceses façam uso dele apenas quando “extremamente necessário”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários