coronavírus
Reprodução/Facebook
Compras incluem 50 kg de arroz, 50 kg de lentilhas e muitas caixas de remédios; veja mais

O surto de coronavírus que afeta a Ásia ainda não foi classificado como pandemia, mas algumas pessoas já estão se preparando para o pior. Essa é a situação de Jemma Reed, da Austrália, que está estocando comida e medicamentos para o caso de não poder mais sair de casa por conta da doença. 

LEIA MAIS: Itália cancela carnaval de Veneza por surto de coronavírus

Inspirados nos filmes de apocalipse zumbi, Jemma e seu marido foram às compras e compartilharam as imagens nas redes sociais. De acordo com o casal, foram adquiridos 50 kg de arroz, 50 kg de lentilha, 150 pacotes de paracetamol, aspirina, anti-inflamatórios, antibióticos e muitas bandagens. 

coronavírus
Reprodução/Facebook
Estoque contra a pandemia do coronavírus

Como seu filho sofre de déficit de atenção com hiperatividade e toma medicamentos importados da China, Jemma ficou preocupada com a possibilidade de ficar sem os remédios com o fechamento das fronteiras. “Com três crianças, você nunca estará suficientemente a salvo”, diz ela.

Entre suas estratégias mais curiosas, Jemma comprou sementes de vegetais para o caso de ter que plantar sua própria comida. Além disso, o casal também adquiriu um tanque para a criação de peixes e ração. 

“É melhor prevenir do que remediar”, diz a australiana. “No fim das contas, tudo que adquirimos poderá ser utilizado mesmo se o coronavírus não se tornar uma pandemia”.

OMS descarta pandemia

A Organização Mundial de Saúde diz que o coronavírus é emergencial, mas ainda não pode ser classificado como pandemia. Na última segunda-feira (23), cinco países registraram casos de contaminação: Afeganistão, Bahrein, Kuwait, Iraque e Omã.

Mais de 80 mil pessoas foram contaminadas e 2,7 mil morreram. Para Tedros Ghebreyesus, diretor da OMS, o mundo precisa estar preparado para uma eventual pandemia. 

    Veja Também

      Mostrar mais