Ucranianos quebraram vidro de ônibus que transportava pessoas retiradas da China por causa do coronavírus
Reprodução/BBC
Ucranianos quebraram vidro de ônibus que transportava pessoas retiradas da China por causa do coronavírus


Um comboio de ônibus mobilizado para evacuar 72 pessoas da China , em razão da crise causada pelo novo coronavírus , foi recebido com violência na Ucrânia . Um grupo se reuniu para se manifestar contra a entrada dos veículos em Novi Zanzhary, pequena cidade da região de Poltava, onde os passageiros ficarão em quarenta por duas semanas.

Os manifestantes fizeram barricadas em chamas e atiraram pedras contra os ônibus. Segundo o Serviço de Segurança da Ucrânia , correu por e-mail a informação falsa de que as pessoas que estavam nos ônibus haviam contraído o novo coronavírus. Até agora, não há casos registrados no território da Ucrânia.

O protesto tomou grandes proporções, e houve confronto com a polícia. De acordo com informações oficiais, nove policiais e um manifestante ficaram feridos.

Leia também: EUA restringem desembarque de americanos que estiveram em navio

O ministro do Interior, Arsen Avakov, visitou o local dos protestos pessoalmente e condenou a atitude dos civis. “O que nós vimos aqui foi vergonhoso. Foi uma das maiores decepções da minha vida”. Afirmou.

Independente dos comunicados do governo, afirmando que os passageiros não estão afetados, muitos cidadãos não querem a presença deles na região. Entre as pessoas vindas da China, 45 são ucranianas e 25 são estrangeiras.

    Veja Também

      Mostrar mais