tiroteio alemanha
Reprodução/Twitter
Tiroteio deixou mortos na cidade de Hanau, na Alemanha

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, afirmou nesta quinta-feira (20) que o tiroteio que deixou ao menos 11 mortos na noite desta quarta-feira (19) na cidade alemã Hanau é “um crime arrepiante" provocado por ódio, xenofobia e racismo.

Leia também: Atiradores abrem fogo na Alemanha e deixam mortos

O tiroteio ocorreu em diferentes bares da cidade, frequentados principalmente por curdos, etnia natural do Oriente Médio. O possível atirador é um cidadão alemão, que tinha licença para porte de arma. Policiais que investigam o caso acreditam que o suspeito tenha envolvimento com movimentos de extrema-direita na Alemanha . O caso está sendo tratado como terrorismo. 

"O racismo é um veneno, o ódio é um veneno que existe em nossa sociedade", afirmou Merkel sobre o ataque. Onze mortes já foram confirmadas, entre elas a do suspeito e de sua mãe, que foram encontrados mortos no local onde moravam. "É um dia muito triste para a Alemanha", acrescentou a chanceler. 

Leia também: Evidências apontam que atirador da Alemanha era de extrema-direita, diz polícia

O massacre na Alemanha também foi comentado pelo alto representante da União Europeia (UE), Joseph Borrell. "A melhor maneira de expressar solidariedade com famílias e vítimas dos terríveis tiroteios em Hanau é agir contra o ódio, o racismo e a violência, dentro e fora da UE", escreveu


    Veja Também

      Mostrar mais