Agência Brasil

navio na água
Reprodução
Navio está ancorado em Tóquio

O ministro da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão, Katsunobu Kato, afirmou que as pessoas a bordo do cruzeiro Diamond Princess, cujos exames deram negativo para o novo coronavírus, poderão deixar a embarcação sob quarentena a partir desta quarta-feira (19).

Hoje, Kato declarou que amostras de material da garganta tinham sido coletadas de todos os passageiros até o dia anterior, e que os resultados laboratoriais estarão disponíveis amanhã.

Leia também: Anvisa descarta suspeita de coronavírus em navio no Porto de Santos

Nessa segunda-feira, cerca de 3,2 mil passageiros e tripulantes permaneciam no navio atingido pelo vírus, que encontra-se ancorado no porto de Yokohama, ao sul de Tóquio. O período de quarentena de 14 dias visando monitorar o estado de saúde das pessoas a bordo deve se encerrar na quarta-feira.

Katsunobu Kato disse, também na segunda, que todos que estão no Diamond Princess desejam voltar para casa rapidamente e que sua pasta planeja ajudá-los a concretizar isso de maneira organizada.

Leia também: 

Ele deu a entender que as pessoas que testarem negativo e que não apresentem problemas de saúde poderão desembarcar durante um período de três dias a partir de amanhã.

Um repórter perguntou se era apropriado manter passageiros e tripulantes isolados no navio por um longo período.

Kato respondeu que eles permaneceram sob quarentena como medida necessária, em resposta ao pedido de atracação do navio.

*Emissora pública de televisão do Japão

    Veja Também

      Mostrar mais