A Boy Scouts, principal organização de escoteiros dos Estados Unidos, entrou com um pedido de falência à Justiça do país. Eles alegam que o pedido ajudará na compensação monetária das famílias e das vítimas de abuso sexual que denunciaram a entidade por acobertar os crimes sofridos. 

Leia também: Bombeiro é um dos presos em operação contra pornografia infantil no Brasil 

Escoteiros
Domínio Público
Escoteiros


Com mais de 110 anos de história, a Boy Scouts tinha mais de 2 milhões de integrantes de idades variadas - dos 5 aos 21 anos. Segundoo advogado  Jeff Anderson, que denunciou 7800 abusadores da entidades, cerca de 12000 jovens foram vítimas de pedófilos dentro da organização desde 1944. 

Leia também: Touro quebra cerca, escapa de tourada e fere espectadores; assista

A estratégia de falência será para a criação de um "fundo de compensação" para indenizar aqueles que passaram por esses traumas, e "continuará operando a nível local", segundo texto divulgado pela BS. 


    Veja Também

      Mostrar mais